Na hora de escolher uma franquia, fique atento para não cair em armadilhas. Confira as dicas que preparamos para você investir sem medo!


escolher uma franquia

Iniciar um novo projeto profissional exige atenção a muitos detalhes, ao mesmo tempo que gera uma série de dúvidas.

Por exemplo, para quem está pensando em investir no mercado de franchising, escolher uma franquia pode ser bastante desafiador.

Nesse ramo, existem armadilhas que podem custar seu tempo e, sobretudo, seu dinheiro.

São riscos desnecessários, que podem ser driblados com algum conhecimento sobre o assunto e um tempo dedicado a estudar os processos que envolvem a aquisição.

O importante é estar consciente dos perigos e disposto a tratar o assunto com a seriedade necessária.

Portanto, para auxiliar você a passar longe das armadilhas ao escolher uma franquia, preparamos uma lista com algumas dicas preciosas. 

Confira 6 dicas para escolher uma franquia sem cair em armadilhas

Dica 1 para escolher uma franquia: Analisar criteriosamente a COF

Ao escolher uma franquia e receber a Circular de Oferta de Franquia (COF), é fundamental ler e estudar o documento cuidadosamente.

Nele constam todas as taxas cobradas pela franqueadora, estrutura oferecida, incluindo o suporte, e outras orientações.

Tudo isso é de extrema importância, pois são dados que precisam ser levados em conta antes da assinatura do contrato e abertura da franquia.

Infelizmente, é bastante comum que os franqueados não analisem a COF com atenção ou não busquem informações complementares para compreender o documento.

Uma dica dentro da dica é: conte com a orientação de um advogado, pois ele poderá elucidar as dúvidas que por ventura venham a surgir sobre o conteúdo da COF.

Dica 2 para escolher uma franquia: Jamais fazer acordos puramente verbais

Pode parecer óbvio, mas infelizmente muitas pessoas caem na armadilha de levar em conta acordos verbais, sem fazê-los constar por escrito em contrato.

Por isso, tudo que for acertado na hora de escolher uma franquia, deve estar descrito na COF. Caso contrário, ao buscar judicialmente por direitos, as promessas e acordos verbais não terão qualquer validade ou relevância.

Portanto, a dica é ficar atento e exigir no contrato o detalhamento do que foi acordado durante o processo de seleção, sobretudo quanto às taxas da franquia e suporte ao franqueado.

Leia também: Profissão consultor: os prós e contras do trabalho
6 cuidados que você precisa ter antes de comprar uma franquia

Dica 3: Examinar os números da franqueadora

Não examinar com cuidado os números apresentados pela franqueadora é uma armadilha que precisa ser evitada de todas as formas.

Por isso, é fundamental prestar atenção no valor de investimento necessário, nas taxas de franquia e nos royalties que deverão ser pagos. E, principalmente, na lucratividade do negócio, para entender se ela corresponde às suas expectativas.

Nesse sentido, é importante lembrar que todo franqueado precisa pagar um percentual ao franqueador para ter o direito de operar um modelo de negócio que já foi testado e aprovado previamente.

Assim como todo o suporte que é dado, assim como outros benefícios oferecidos pela rede.

Porém, se o franqueado não estiver atento aos valores a taxa de franquia, e ela for muito alta se comparada ao lucro esperado, essa escolha pode não ser vantajosa, e por isso analisar os números exige muita cautela e atenção.

Dica 4: Estar atento aos custos fixos do negócio

As franquias, assim como qualquer outro negócio, possuem custos fixos. Portanto, não ficar atento a esses custos pode ser uma armadilha das grandes!

Entre os custos fixos estão o aluguel do ponto de venda ou escritório, por exemplo. Salários de funcionários, tarifas de energia e internet e outras despesas também devem ser calculadas.

Se você for um franqueado independente, que trabalha prestando serviço diretamente com os clientes, ainda assim terá custos fixos com transporte, alimentação diária, entre outros.

Portanto, para não comprometer seu lucro e nem colocar em risco sua qualidade de vida, é primordial fazer as contas do quanto custará manter o negócio sob qualquer cenário, mas especialmente diante de momentos de crise.

Dica 5: Pesquisar a opinião de outros franqueados

Escolher uma franquia apenas pelo que ouviu falar da própria franqueadora, sem levar em conta o que dizem outros franqueados pode ser uma armadilha.

Por isso, uma dica valiosa é entrar em contato com quem já está no negócio há algum tempo e possui experiência no ramo.

Fazer visitas independentes em unidades franqueadas e conversar abertamente com os empresários fará você entender os mecanismos do mercado e descobrir se, de fato, essa é uma boa opção para você empreender.

Se o feedback dos franqueados for positivo, ótimo! É sinal de que a sua escolha tem grandes chances de ser vantajosa. Caso contrário, é bom ficar atento e pensar melhor.

Mas lembre-se de procurar ao menos duas ou três opiniões, para confrontar as informações de forma mais imparcial.

Dica 6: Não deixar a franquia ser administrada por terceiros

Escolher uma franquia que será administrada por outra pessoa é uma prática mais comum do que se imagina. E infelizmente existem muitas armadilhas nessa situação. 

Sobretudo porque, se a pessoa que estiver no comando não for suficientemente qualificada, pode colocar todo o investimento a perder.

Outro fator é quanto às relações, que podem ser prejudicadas caso algo dê errado no decorrer do processo.

Como essa prática é geralmente feita entre familiares, pode ser um “tiro no pé” colocar em risco a convivência com alguém muito próximo por conta de problemas com o trabalho.

Por isso, é fundamental ter conversas abertas e explicativas, para não forçar a outra pessoa a desenvolver um trabalho que não lhe agrada tanto assim.

Ao mesmo tempo, vale buscar ajuda de um profissional que poderá indicar o melhor perfil para escolher quem conduzirá o negócio.

Se você gostou desse conteúdo e quer mergulhar mais nesse universo de franquias, te convidamos a ler nosso eboook. Um guia completo que chamamos de “Empregado a Empreendedor: saiba tudo que você precisa para se tornar um consultor de sucesso”.

Ebook da Saffi


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *